Instituto Conhecimento Liberta

13 Livros para compreender o Brasil

Suze Piza e Lindener Pareto
Pilar: Cultural
13 Livros para compreender o Brasil
Esse e mais de 250 cursos. Todos juntos a partir de R$ 47/mês
QUERO SER MEMBRO
Detalhes do curso
14 aulas
100% online, faça no seu ritmo
Acesso completo
Certificado de conclusão

O curso apresenta 13 livros fundamentais para a compreensão da história e da sociedade brasileira. Com efeito, a partir de leituras comentadas, os professores Lindener Pareto e Suze Piza irão debater as grandes questões que marcam a cultura nacional. Movimento Negro, História das Mulheres, A questão Indígena e tantos outros temas da vida brasileira a partir de grandes clássicos como Euclides da Cunha, Carolina Maria de Jesus e Jese Souza. Ao mesmo tempo, o curso apresenta uma proposta de leitura pública, incentivando a participação do público e celebrando a construção coletiva da leitura crítica.

O que você vai aprender

  • Um Brasil pode ser lido na mensagem de um xamã yanomami que, a partir de sua morada amazônica apresenta uma cosmologia, histórias de vida de grande riqueza, uma etnografia do mundo dos brancos e a denúncia acusatória de destruição de todo o mundo que conhecemos, algo que vai muito além da destruição do meio ambiente.
  • KOPENAWA, Davi. ALBERT, Bruce. A queda do céu: palavras de um xamã yanomami, São Paulo: Companhia das letras, 2010.
  • O Trato dos Viventes enfrenta o desafio epistemológico de pensar o Brasil por dentro e não como prolongamento da Europa. Sem fazer uma história comparativa das colônias portuguesas no Atlântico, em um texto com forte densidade teórica fruto de reflexões com ampla base documental, Luiz Felipe Alencastro defende a tese de que os enclaves portugueses na América e na África “se complementam num só sistema de exploração colonial”. A tese permite repensar a formação do Brasil fora do olhar simplista da dominação Norte-Sul e das lutas só no interior da colônia. O historiador dá um novo peso às expedições luso-brasílicas que partem do Brasil para a África no século XVII em uma narrativa extremamente rica.
  • ALENCASTRO, Luiz Felipe. O trato dos viventes: formação do Brasil no Atlântico Sul. São Paulo: Companhia das Letras, 2000.
  • “Liberdade” faz parte das Obras Completas de Luiz Gama, advogado negro e abolicionista. Grande parte dos textos ficou esquecida por quase dois séculos após suas publicações em jornais da época e foi recuperada pelo pesquisador Bruno Rodrigues de Lima, que passou nove anos localizando-os em arquivos da imprensa e do judiciário de todo o país. “Liberdade” registra o surgimento de um tipo de literatura de combate que exigia a imediata abolição da escravidão. Compreende o período de 1880 a 1882, último período da vida do escritor.
  • GAMA, Luiz. Liberdade (1880-1882) organização Bruno Rodrigues de Lima, São Paulo: Editora Hedra, 2021.
  • Escrito a partir do trabalho jornalístico de Euclides da Cunha sobre a rebelião de Canudos, Os sertões é considerada uma das obras mais importantes da literatura nacional. Ao narrar a violenta e exaustiva repressão sofrida pelo bando de Antônio Conselheiro, o autor narra também a formação do homem sertanejo.  Os sertões denuncia os crimes cometidos por uma sociedade eurocêntrica, violenta, autoritária, desigual e excludente, além de desafiar qualquer resposta fácil para as questões sertanejas.
  • CUNHA, Euclides. Os sertões. São Paulo: Penguin-Companhia, 2019.
  • O retrato do cotidiano de uma mulher negra favelada nos leva para dentro do mundo popular e subalterno latinoamericano que tem como traço característico e distinto a vivência da opressão pela via racial e a experiência diária da fome. O texto de Carolina Maria de Jesus, escrito na forma de diário, relata as suas experiências com a miséria na cidade de São Paulo nos anos 50 e traz para o Brasil de hoje a sensação de um passado que não passa.
  • JESUS, Carolina Maria. Quarto de despejo: diario de uma favelada. São Paulo: Editora Ática, 2016.
  • O Brasil de Mario de Andrade revela a grande necessidade de pensarmos as questões de identidade forjadas pelo passado colonial do Brasil. Confrontando as representações eurocêntricas das terras registradas pelos relatos históricos dos viajantes europeus, é possível delinear com a obra Macunaíma nossas fronteiras discursivas e identitárias. O texto nos traz a brecha para pensar o movimento modernista da década de 1920 que pretendia tornar o Brasil uma nação com identidade e estéticas próprias, conquistando sua peculiaridade cultural e um lugar com todas as suas contradições.
  • ANDRADE, Mario. Macunaíma: o herói sem nenhum caráter. Chapecó: Ed. UFFS, 2019.
  • O romance Grande sertão: veredas, de João Guimarães Rosa, publicado em 1956, não permite qualquer classificação que o tente encaixar em um único universo teórico com o objetivo de compreendê-lo em sua totalidade e complexidade. Não é possível. É uma obra literária marcada pelos experimentalismos de linguagem, pelo regionalismo realista na representação do norte mineiro, pelo intimismo que resgata as memórias conflituosas de um jagunço. Um romance filosófico com as elucubrações de um sertanejo diante sua própria existência.
  • ROSA, J. G. Grande sertão: veredas. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2001.
  • Afinal, o que é “racismo”? Para o sociólogo, Jessé Souza, autor de grandes obras de interpretação do Brasil, parte dos estudos acadêmicos hoje apenas prova a existência do racismo, mas não o explica propriamente. São textos de constatação e não de reconstrução da gênese do racismo entre nós. Em obras anteriores, Jessé já alertava sobre as multifaces do racismo, apresentando, por exemplo, o racismo racial e o racismo de classe como dois de seus elementos, sendo o racismo de classe o núcleo central da construção das desigualdades em nosso país. Esse racismo de classe seria constituído por diversos elementos, para além da pura explicação econômica.
  • SOUZA, Jessé. Como o racismo criou o Brasil, São Paulo: Editora Sextante, 2021.
  • Obra fundamental para compreender o Brasil, a obra de Abdias expõe sua visão sobre o lugar do negro no imaginário brasileiro. A partir da obra é possível compreender os aspectos disparadores do genocídio, pois o autor apresenta críticas importantes a elementos que ajudaram na consolidação do racismo, como o mito da igualdade racial, reforçado nas obras de Gilberto Freyre, a responsabilidade das igrejas na disseminação da falsa ideia do senhor benevolente, a habilidade de tornar os processos negros mais brancos, o lugar em que a mulher negra é posta e, sobretudo, no uso do branqueamento como uma estratégia de genocídio dos negros.
  • NASCIMENTO, Abdias. O Genocídio do negro brasileiro: processo de um racismo mascarado.  São Paulo: Editora Perspectiva, 2016.
  • As protagonistas negras dos contos, personagens profundas e dinâmicas construídas fora do escopo dos clichês machistas, superam obstáculos e situações complexas relacionadas com a condição da mulher afro-brasileira contemporânea (como a discriminação, a violência machista e/ou racista, a homofobia, o envelhecimento, a maternidade, a perda de um ente querido, etc.), desconstroem os estereótipos tradicionais impostos extrapolando gênero, raça, classe social e contextos e demonstrando seu carácter universal situado. Um livro para pensar a memória coletiva brasileira.
  • EVARISTO, Conceição. Insubmissas lágrimas de mulheres, São Paulo: Malê, 2016.
  • Quais os mitos que criaram o Brasil, que sustenta nossa identidade e a visão que temos de nós mesmos? Como o verde-amarelismo, símbolo máximo da classe dominante agrária brasileira, vai se travestindo ao longo do tempo e operando como compensação imaginária para toda a população? Como foram criadas e difundidas as imagens do Brasil com seu passado glorioso e futuro promissor que naturaliza a escravidão e constroem uma sociedade profundamente autoritária.
  • CHAUÍ, Marilena. Brasil, Mito Fundador e sociedade autoritária.  4. ed. São Paulo: Fund. Perseu Abramo, 2001.
  • O Brasil de Torto Arado é o país das permanências. As personagens mulheres, presença forte com suas vozes que vão se alternando e trazendo suas histórias de força, determinação, coragem, liberdade e também de múltiplas violências num contexto marcado por uma sociedade patriarcal e hierarquizada, onde a abolição da escravidão não fez nenhuma diferença.
  • VIEIRA, Itamar. Jr. Torto Arado, São Paulo: Todavia, 2019.
  • Um livro imprescindível de umas das maiores intérpretes do Brasil, Eliane Brum denuncia a escalada de devastação que leva a floresta aceleradamente ao ponto de não retorno. E vai mais além ao refletir sobre o impacto profundo das ações da minoria dominante que levaram o mundo ao colapso climático e à extinção em massa de espécies. Neste percurso às vezes fascinante, às vezes aterrador, a autora cruza com vários seres da floresta e mostra como raça, classe e gênero estão implicados no destino da Amazônia e da Terra.
  • BRUM, Eliane. Banzeiro Okoto, São Paulo: Companhia das letras, 2021.

Conheça seus professores

13 Livros para compreender o Brasil

Suze Piza e Lindener Pareto

Suze Piza é professora na UFABC nos cursos de Filosofia e Ciências Humanas. Atua no Programa de Pós-Graduação em Filosofia e no Programa de Economia Política Mundial. Foi pesquisadora de pós-doutorado e professora colaboradora no Departamento de Filosofia (IFCH) da UNICAMP entre 2015-2017. É doutora em Filosofia pela UNICAMP. Tem diversos artigos e livros publicados na área. É membra do Grupo de Pesquisa em Metafísica Contemporânea (UFRN) e da Rede de pesquisa africanidades (UFBA).

Lindener Pareto é Historiador, doutor pela USP, professor de História Contemporânea na PUC-Campinas e professor de História do Brasil no ICL.

 

40.000
Alunos
450
Avaliações
99%
Avaliações Positivas
Zero Risco

Investimento Zero Risco para você

Adquira agora e se dentro de 15 dias você achar que não é para você, é só enviar um e-mail para contato@institutoliberta.com.br que devolvemos seu investimento, sem questionamentos ou demora. Garanta Agora Mesmo!

Zero Risco

Como são os cursos

Você monta sua grade e horários

Estude em casa ou de onde quiser, basta ter uma conexão de internet. Todas as aulas ficam numa área de membros, que você pode acessar sempre que quiser, enquanto sua assinatura estiver ativa.

Professores altamente especializados

Procuramos reunir os grandes nomes de cada especialidade, para entregar o melhor conteúdo. Cada professor traz a teoria que pode ser facilmente absorvida e também vivências práticas resultado de uma carreira de excelência.

Tire todas as suas dúvidas

Cada curso possui um formulário onde você pode deixar suas dúvidas que são respondidas nas aulas tira-dúvidas. Esse é um momento que o professor reserva para esclarecer as dúvidas mais comuns.

Certificado de conclusão

Você poderá atestar sua participação no curso com um certificado de conclusão emitido pelo instituto, para comprovar sua conquista e que você poderá compartilhar inclusive com possíveis empregadores.

Conheça outros cursos

10 Lições de Psicanálise

10 Lições de Psicanálise

Daniel Omar Perez Daniel Omar Perez
LinkedIn Profissional: Marca Pessoal e Vagas

LinkedIn Profissional: Marca Pessoal e Vagas

Arlane Gonçalves Arlane Gonçalves
13 Livros para compreender o Brasil

13 Livros para compreender o Brasil

Suze Piza e Lindener Pareto Suze Piza e Lindener Pareto
Mindfulness e Meditação

Mindfulness e Meditação

Marco Schultz Marco Schultz
Algoritmos e Programação

Algoritmos e Programação

Geneflides Laureno Geneflides Laureno
O partido dos Panteras Negras: luta antirracista e a revolução nos Estados Unidos

O partido dos Panteras Negras: luta antirracista e a revolução nos Estados Unidos

Jones Manoel Jones Manoel
Filosofia

Filosofia

Suze Piza Suze Piza
Gerenciamento de Estresse

Gerenciamento de Estresse

Dani Oxer Dani Oxer
O que você ainda não sabe sobre racismo

O que você ainda não sabe sobre racismo

Jessé Souza Jessé Souza
A Faixa de Gaza: Guerra e Colonialismo

A Faixa de Gaza: Guerra e Colonialismo

Isabela Agostinelli Isabela Agostinelli
Um Estado genocida, uma Democracia excludente

Um Estado genocida, uma Democracia excludente

Viviane Gouvêa Viviane Gouvêa
Inteligência Artificial: temas e prática

Inteligência Artificial: temas e prática

Nelson Augusto Oliveira de Aguiar Nelson Augusto Oliveira de Aguiar
Inglês

Inglês

Julia Barreiro Julia Barreiro
How to Stop the Doomsday Clock (Como Parar o Relógio do Juízo Final)

How to Stop the Doomsday Clock (Como Parar o Relógio do Juízo Final)

Noam Chomsky Noam Chomsky
Como começar seu canal no YouTube

Como começar seu canal no YouTube

Helder Maldonado e Marco Bezzi Helder Maldonado e Marco Bezzi
Grandes Pensadores: A formação do seu senso crítico

Grandes Pensadores: A formação do seu senso crítico

Jessé Souza Jessé Souza
Fotografia Contemporânea na Era Digital

Fotografia Contemporânea na Era Digital

Ricardo Stuckert Ricardo Stuckert
Economia Comportamental

Economia Comportamental

Eduardo Moreira Eduardo Moreira
Mahatma Gandhi: Desobediência e virtude

Mahatma Gandhi: Desobediência e virtude

Lindener Pareto Lindener Pareto
ChatGPT: O que podemos aprender com os robôs

ChatGPT: O que podemos aprender com os robôs

Robson Ferreira Robson Ferreira
+ DE 250
cursos online
+ DE 4.000
horas de aulas
+ DE 70.000
alunos
+ DE 25.000
bolsistas

Quem Somos

Somos um instituto de educação e cultura que acredita que a verdadeira liberdade só pode ser alcançada pelo conhecimento. Buscamos democratizar os conteúdos essenciais ao desenvolvimento humano integral, tornando-os simples e acessíveis a todos.

Surgimos com a certeza que o aprendizado é notável quando este processo é agradável.

Nascemos com a missão de mostrar que não existem barreiras quando há vontade de pensar e aprender. O nosso propósito é mostrar o caminho para que você se liberte pelo conhecimento.

Vamos juntos construir o futuro que o mundo precisa?!

Depoimentos

Veja a opinião de nossos alunos

FAQ

Dúvidas Frequentes

Você pode se tornar um membro fazendo sua assinatura pelo cartão de crédito e PayPal. Para outras formas de pagamento, fale com nossa equipe pelo Whatsapp, chat aqui na página ou email contato@institutoliberta.com.br

O Instituto Conhecimento Liberta é 100% independente. Nosso projeto é mantido pelo apoio de nossos membros.

Sim, se você quiser desistir da compra nos primeiros 15 dias, basta entrar em contato com o suporte da plataforma dos cursos ou enviar um email para contato@institutoliberta.com.br solicitando o cancelamento. Você receberá o reembolso integral de qualquer valor já pago.

Você sempre pode contar com nosso suporte técnico através do email contato@institutoliberta.com.br. Responderemos o mais rápido possível.

Renovação automática da sua assinatura, sem taxas de cancelamento.

Todas as aulas que forem transmitidas ao vivo ficarão gravadas na sua área de membros para que você possa assistir sempre que quiser.

Enquanto durar sua assinatura, você sempre terá acesso a todos os cursos.

Não há limitação de cursos a serem feitos simultaneamente. O aluno pode fazer de acordo com os interesses e disponibilidade de tempo.

Os cursos em sua maioria estão divididos em aulas de aproximadamente 1 hora de duração. Você pode definir sua própria programação conforme o tempo disponível.

As bolsas são direcionadas à pessoas de baixa renda ligadas a entidades sociais parceiras do projeto. Veja na seção das entidades parceiras o nome das instituições e entre em contato com as mesmas para requerer uma bolsa de estudos.

Sim, os cursos têm certificado de conclusão e a emissão pode ser feita pela área de membros, após a conclusão de cada curso.

Caso tenha optado pela forma de pagamento em cartão de crédito, dentro de alguns minutos você receberá um email da plataforma dos cursos com as informações para o seu acesso. Se tiver feito sua inscrição por outra forma de pagamento, você receberá esse email em até 3 dias úteis, que é o tempo máximo que a plataforma leva para confirmar o pagamento.

Sim, você pode fazer a troca do tipo ou da periodicidade do plano dentro do período de garantia ou na renovação do seu plano. De mensal para anual a cada mês e de anual para mensal a cada ano.

Sim, nas assinaturas mensais serão canceladas as cobranças a partir do próximo mês. Nas assinaturas anuais, serão canceladas as cobranças a partir do próximo ano, ou seja, na prática o que acontece é que sua assinatura não será renovada. Lembramos que o reembolso de valores ocorre somente quando a solicitação de cancelamento é feita dentro do período de garantia (15 dias após a efetivação da sua inscrição de entrada no Instituto Conhecimento Liberta).